3 doramas existenciais imperdíveis na Netflix

Muito riso e muitas lágrimas te aguardam, com os três doramas existenciais que eu separei para indicar no canal Minha Vida Geek. Histórias lindas, com enredos imperdíveis para você respirar fundo e apreciar a beleza da vida.

Tudo bem não ser normal | imagem de divulgação dos protagonistas

Olá, dorameiros e dorameiras de plantão! Faz tempo, mas olha eu aqui novamente com dicas de bons doramas para você assistir. E, dessa vez, não é que vou indicar dramas mesmo?! Daqueles bem lindos e bem emocionantes, que você precisa assistir com a caixa de lenços do lado, mas que terminam com a certeza de que valeu a pena cada segundo e cada fungada.


São eles: “Tudo bem não ser normal”, “Navillera” e “Caminho para o céu”.


Para saber todos os detalhes das séries, e sem spoilers, vejam o vídeo disponibilizado no canal Minha Vida Geek, da minha amiga Cláudia Sardinha.




Agora... se não está com tempo para ver vídeo, quer só uma palinha rápida aqui mesmo? Não está podendo gastar o pacote de dados? Rola a tela para baixo porque tenho aqui o resumo do resumo, só para você ter aquele gostinho de “preciso assistir AGORA”!



Cartaz oficial | Divulgação

“Tudo bem não ser normal” (It’s Okay Not To Be Okay) é um dos 10 doramas koreanos mais assistidos no mundo. Protagonizados pelos incríveis Kim Soo‑hyun, Seo Ye‑ji e Oh Jung‑se, esse dorama conta a história de uma famosa escritora de contos infantis (Seo Ye‑ji), que se sente sozinha desde a infância, e um jovem cuidador de deficientes mentais de um manicômio (Kim Soo‑hyun), que acredita que deve se privar de viver para cuidar do irmão mais velho (Oh Jung‑se), que é autista. A história interliga a vida dessas três pessoas, inclusive com pitadas de suspense que te deixam grudado na cadeira, e mostra como elas se dedicam, se adaptam e evoluem para vencer suas limitações.


Cartaz oficial | Divulgação

“Navillera” (Navillera) é uma mensagem poética, vivida por vários personagens, de que nunca é tarde demais para realizar nossos sonhos. Conta a história de um jovem bailarino (interpretado por Song Kang, também protagonista de Love Alarm e Sweet Home) prestes a desistir da carreira, quando conhece um senhor de idade (interpretado por Park In‑hwan), que passou a vida inteira desejando ser bailarino e nunca pôde, mas, agora na velhice, pede para que o rapaz o ensine. Não há como descrever a sutileza, beleza e emoção dessa história. Tudo o que posso dizer é: vejam assim que puderem, porque impacta a nossa vida.



Cartaz oficial | Divulgação

“A caminho do céu” (Move to Heaven) mostra, de forma sensível e respeitosa, uma nova forma de ver a morte. Este dorama conta a história de um jovem autista (interpretado por Tang Joon-Sang), que acabou de perder seu pai, e de seu tio (interpretado por Lee Je-hoon), que acabou de sair da prisão. Ambos precisam viver juntos e assumir a missão de tocar a empresa da família, a Move to Heaven, cujo propósito é ajudar as pessoas que ficam a organizar os bens das pessoas que acabaram de morrer, guardando apenas o que é essencial, aquilo que tem significado sentimental. Durante o trabalho, além de ajudar outras pessoas, eles acabam encontrando seu próprio caminho para a aceitação e apoio mútuos.


E aí, dorameiros e dorameiras? Gostaram das indicações? Então, corram lá na Netflix e assistam, porque a gente nunca sabe quando vai sair da grade de programação. 😉


Depois, voltem a aqui e deixem os seus comentários sobre os três indicados, quais outros doramas você quer ver resenha, ou quais títulos mais gosta / detesta.


A gente se vê na próxima postagem. 😊


11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo